Viva a Preguiça!


(4/11/2023) Chove ou não chove?

Parece-me mais do que evidente que as alterações climáticas, que tantos tentam esconder, enquanto que outros encetam revindicações estéreis contra a evidência, estão bem refletidas na subida média das temperaturas e no quase desaparecimento das estações do ano, como as conhecia nos meus tempos dos bancos da escola.

Há muitos anos discutíamos a dimensão do buraco do ozono, atualmente só falta perceber quando vamos ficar reféns das nossas necessidades consumistas, sem termos que separar a roupa de verão e inverno, pudendo ficar tudo na mesma gaveta.

Há um mês já falei com a juventude sobre este tema, eles estão sintonizados com as necessidades, mas há um longo caminho pela frente para percorrer.

Estamos no outono e, por acaso, agora chove lá fora, numa altura em que o portátil começa a dar sinal de vida do lado de lá.

“Bom dia Tio”.

“Muito bom dia, está tudo bem com vocês?”.

“Muitos apontamentos para ler, muitos livros para consultar, trabalhos para fazer, enfim, tempos de aulas num último ano de Licenciatura”, afirmou a RODINHAS.

“Vocês já sabem como vai ser o vosso futuro estudantil?”.

“Eu quero ser professor de Educação Física, pelo vou continuar para o Mestrado”, explicou o OLHA.

“Eu ainda tenho mais um ano na universidade, mas quero seguir na área da enfermagem”, afirmou o ALÉU.

“Cá para mim, como gosto da investigação médica, vou seguir para uma especialização, que provavelmente farei em Estocolmo”, avançou a RODINHAS. “Já agora, aproveitando o assunto, já tínhamos falado os três sobre isto, pelo que no final da época vamos terminar a nossa colaboração, pois cada vez temos menos tempo disponível”.

“Já esperava que isso pudesse acontecer, fico com pena de perder a vossa colaboração, ficando já combinado um grande fim de semana, aqui em Oriola, no final da temporada”.

“Isso vai ser certinho!”, exclamou o OLHA.

“Tio, não vale a pena chorar”, brincou a RODINHAS.

“Só lacrimejei um bocadinho, mas já estou refeito”, ri-me eu, limpando os óculos. “Hoje não vamos ter fora da caixa, porque o feriado a meio da semana deu-nos aqui assunto para falarmos, antes de irmos à agenda. Sugiro que cada um de vocês escolha uma série da Terceirona, realizada a 1 de novembro, para analisar. Quem quer começar?”.

“Não posso falar da Primeirona?”, questionou o OLHA.

“Não, deixa lá isso para o AMAGADINHO”.

“Depois não te queixes”, gozou ele.

“Já me vou habituando”, ri-me eu.

“Não podemos fazer uma pequena interrupção para olharmos melhor para a jornada?”, pediu o ALÉU.

“Sim, tens toda a razão. Vamos fazer uma pausa de quinze minutos para se prepararem e já voltamos a falar”.

“Ok”, acederam eles.

Ainda alguns minutos antes do prazo, já estavam de regresso e com tudo combinado.

“Já fizemos o nosso plano, deixámos para ti a D e eu vou começar com a série A”, explicou OLHA. “Os Limianos sofreram na Maia, mas venceram e continuam na frente, com mais um jogo que Lavra e Barcelos B, as três equipas que ainda não perderam esta temporada, já no lado oposto só o Riba d’Ave B ainda não conseguiu pontuar”.

“Eu estive a espreitar a série B, na frente nada de novo com o OH Sports a liderar, só com vitórias, em igualdade pontual com HC Mealhada e Leiria e Marrazes, estas duas equipas têm mais um jogo, mas já perderam uma vez, sendo que nesta série também temos uma equipa só com derrotas, a Espinho B”, terminou a RODINHAS.

“Na série C temos três equipas B empatadas no primeiro lugar – Santa Cita e Alenquer, ainda sem derrotas e o Turquel, mas a equipa da Aldeia do Hóquei já tem duas derrotas, porque já disputou 8 jogos, enquanto que o Tojal, que também ainda não perdeu, mas só realizou cinco partidas. Matemática complicada e três formações só com derrotas, Marítimo e HC da Madeira, e Entroncamento B”, concluiu o ALÉU.

“Jogos em atraso e número ímpar de equipas baralham as contas, não sendo diferente na série D, com Stuart Massamá isolado na frente, já jogou sete vezes e empatou uma, enquanto que na 4ª posição está a única equipa só com vitórias, o Marítimo açoriano, mas que só disputou quatro jornadas, com a curiosidade de já todas as quinze formações terem pelo menos uma vitória. Nas séries que têm equipas insulares, alguns jogos vão ficando em atraso, pois procura-se aproveitar um fim de semana para realizar dois jogos, daí a diferença de jogos realizados. Terceirona de Todos os Santos arrumada, vamos lá à nossa agenda. A RODINHAS vai ficar entregue à 2ª ronda de apuramento para a Liga dos Campeões, onde temos quatro equipas portuguesas e já começou ontem, o ALÉU fica com a Segundona, o OLHA com a Feminona, enquanto eu, para não dizerem que faço pouco, fico com a Terceirona”. Alguém tem alguma dúvida?”.

“Só uma coisa. Na Liga dos Campeões já temos equipas portuguesas apuradas diretamente para a fase final de grupos, certo?”, questionou a RODINHAS.

“Exatamente, esta segunda ronda apura os dois primeiros de cada um dos quatro grupos, que se vão juntar às oito formações apuradas diretamente, onde já estão o Benfica, Sporting e OC Barcelos”.

“Percebido, só falta saber o que é o almoço hoje”, terminou ela.

“Vocês nunca de esquecem disso. Hoje vou fazer um puré de batata, que vai acompanhar umas lulas recheadas que comprei congeladas e vou confecionar num refogado bem português”.

“Estás cá um cozinheiro!”, exclamou o OLHA.

“Até terça-feira”, despediram-se eles.

“Adeus juventude”.

Portátil no repouso, vamos lá descascar as batatas, cebolas e alhos.

Costuma-se dizer que filho de peixe sabe nadar, mas este só usa o apito nos treinos e está no FORA DO BANCO de hoje.

Nome Completo: Tiago André Ferreira Gonçalves

Clube atual: Hóquei Clube Patinagem de Grândola

Idade: 27 anos

Local de Nascimento: Lisboa

Prato preferido: Bacalhau com natas

Melhor cidade para viver: Não é cidade, mas Grândola

Livro que está na mesa de cabeceira: O Poder da Geografia

O filme que já viu mais do que uma vez: Harry Potter (qualquer um)

Jogou hóquei em patins? Se sim, em que clube(es): FC Alverca, Sporting CP, Tigres de Almeirim, S Alenquer B, UD Vilafranquense e GD Fabril

Como/quando chegou a opção de ser treinador: Sempre houve o bichinho quando jogava de como é que podia preparar treinos e jogos, quando tive a oportunidade, fui incentivado pelo meu pai e tirei o curso de treinador

Clubes/seleções que já treinou: S Alenquer B, UD Vilafranquense, GD Fabril, GC Odivelas, AD Oeiras e SL Benfica

Mais fácil treinar equipas da formação ou seniores: Só treinei sub-15/17 (formação)

Quanto tempo demora a preparar o próximo jogo da sua equipa: 2/3 dias

Se pudesse, que regra alteraria no hóquei em patins: O guarda-redes devia poder prender a bola sem ser penálti, sendo golpe duplo

Maior tristeza como treinador: Os anos da pandemia que não deu para treinos e jogos tanto quanto pretendia

E, claro, a maior alegria: Campeão nacional de sub-19 pelo SL Benfica

Para terminar, o que mais o irrita durante um jogo: Simulações, agressões e os jogadores não fazerem o que o treinador pede.

(6/11/2023) A cada segunda-feira a expetativa, para mim, é sempre grande.

Será que o AMAGADINHO vai trazer mais alguma novidade?

Para já esta semana o trabalho dele é a dobrar, pois tivemos uma jornada a meio da semana – no feriado – e outra no fim de semana, apesar de as duas terem ficado incompletas.

A minha tensão aumenta, numa altura em que ele está a chegar.

“Olá Tio, boa noite”.

“Boa noite. Tudo bem?”.

“Sempre, mesmo com o mau tempo que tem estado, apesar de por aqui ter-se resumido a uma chuvinha”.

“Vamos lá a isto, numa semana em que temos duas jornadas para analisar”.

“Por falares nisso, estive a pensar que podíamos ter um novo formato para o campeonato”.

Começa cedo, lá vem mais uma grande ideia.

“Como assim?”.

“Se nas provas com seleções as equipas jogam todos os dias durante uma semana, porque não fazem o mesmo nas competições de clubes?”.

“Mas se fosse assim, em pouco tempo acabava o campeonato”.

“Também tenho solução para isso. Em vez de duas voltas, podíamos fazer quatro, enquanto que a fase a eliminar podia ter mais jogos, aumentando as receitas dos clubes, nomeadamente nas transmissões televisivas”.

“Mas não te esqueças que essas provas de seleções decorrem todas no mesmo local, não havendo necessidade de deslocações”.

“Qual é o problema? Fazíamos jornadas concentradas, todos os jogos na mesma cidade, em pavilhões diferentes, por exemplo”.

“Pois… talvez, mas não me parece muito possível. Vamos lá à Primeirona”.

Isto não é nada fácil!

“Certo. Esta noite tenho trabalho em duplicdo, apesar de algumas equipas andarem entretidas em questões europeias. Uma delas é a rapaziada de Tomar, que não jogou, mas é a única só com vitórias, porque a Oliveirense sofreu a primeira derrota em casa, perante o Benfica que conquistou a primeira vitória fora da Luz. Por agora temos o Sporting na frente, enquanto na minha meia-dúzia continua o Carvalhos no 1º lugar (1 ponto), seguido do Famalicense (4), Riba d’Ave (5), Valongo (7) e na 5ª posição estão HC Braga e Murches (8)”.

“Mais uma semana em que temos uma ALMOFADA para oferecer a um guarda-redes”.

“Nem mais, hoje a distinção nasceu no Dia de Todos os Santos, quando o Valongo jogou no João Rocha e Renato Garrido deu minutos a Gonçalo Guga Bento (2 golos) que fica com uma para se amagar”.

“Eu diria que é mais uma, pois já tinhas oferecido uma ao Guga há duas semanas”.

“Já não me recordava, porque não anoto isso, mas o Tio tem boa memória”.

“Por acaso ela não está má. Mais alguma coisa?”.

“Uma pergunta final para o Tio”.

“Venha ela”.

“Quanto jogos teriam tido prolongamento, considerando a minha regra inovadora, nestes jogos desta dupla jornada?”.

“Três”.

“Bolas, tinha ido ver”.

“Claro, eu preparei-me para as tuas questões”.

“E qual é a única equipa que já empatou duas vezes?”.

“AMAGADINHO, essa é fácil, é o HC Braga, um em casa e outro fora”.

“Na segunda vou trazer questões mais complicadas. Um abraço”.

“Abraço”.

O que será que ele vai inventar desta vez?

(7/11/2023) Como a Princesa diz muitas vezes “se eu tivesse muito dinheiro, tinha uma quinta com imensos animais”. Eu talvez não fosse tão longe, mas adoro a bicharada. Quando era miúdo tinha medo deles, principalmente dos cães. Se fosse numa rua onde estivesse um, eu podia ter que dar uma grande volta, mas por ali já não passava. Os primeiros amimais que me recordo de ter foram bichos-da-seda, bem arrumados numa caixa de camisas, sendo que tinha que ir com o meu Pai apanhar as folhas de umas amoreiras que existiam à entrada de Alverca. Depois tive um grilo, que não dava muito trabalho, comia alface, mas que por vezes fazia muito barulho.

Quando tive a minha primeira habitação, fora das saias da Mãe, comprei o meu primeiro animal que foi um hamster, mas ele era um bocadinho arisco. Só muitos anos mais tarde, já a minha segunda encarnação matrimonial estava madura, é que começaram a chegar alguns, para juntar a uma caturra – que morreu aos 18 anos – tivemos dois coelhos, uma porquinha-da-índia e um esquilo, até chegar o Pablo, ele que já vai fazer onze anos.

Por esta altura já vocês devem estar a perguntar para onde vai esta conversa.

Nem eu sei bem, mas enquanto estava a fazer tempo para receber a juventude, o Dia que se celebra hoje levou-me para os animais, e já vão perceber porquê.

O portátil começou a cintilar, com eles a surgirem quase de imediato.

“Boa noite Tio”.

“Boa noite pessoal. Safaram-se bem do Domingos?”.

“Estão sempre a dizer que as depressões com nome de mulheres são as piores, mas esta também fez muitos estragos”, brincou a RODINHAS.

“Eu cá não me importa o sexo, não gosto de nenhuma”, respondeu o OLHA.

“Acho que nisso estamos todos de acordo. Antes de irmos aos nossos jogos, tenho um tema para o fora da caixa. Sabiam que hoje comemora-se o Dia Internacional da Preguiça?”.

“Não sabia, mas acho esse bicho bué de feio!”, exclamou o ALÉU.

Perceberam agora o motivo da minha introdução a falar de animais?

“Espera lá, não é esse, é mesmo aquela que nós temos muitas vezes, principalmente à segunda-feira”, brinquei eu.

“Ah essa! Tio, essa já nasceu comigo”, riu-se ele.

“Eu gosto de preguiçar, esparramada no sofá, com um belo balde de gelado”, explicou a RODINHAS com uma enorme gargalhada.

“Infelizmente não tenho muito tempo para essa atividade tão nobre, mas a minha maneira de a aproveitar é em frente à televisão a ver umas séries, com uma cervejinha e uns amendoins”, explicou o OLHA com um grande sorriso.

“E tu ALÉU?”.

“Eu acho que juntavam as duas deles numa só”, gozou ele. “Mas sem amendoins”.

“Não se esqueçam que preguiçar também é descansar, fundamental para o nosso bem-estar. Quando escolherem o dia para a preguiça, não se esqueçam que ao não fazer nada, estão a fazer algo”.

“Bolas, o Tio virou filósofo”, afirmou a RODINHAS.

“Só por causa dessa piada, hoje começas tu”.

“Sem problema e foi uma 2ª ronda de apuramento para a Liga dos Campeões 100% brilhante, pois as quatro equipas portuguesas garantiram o apuramento para a fase final de grupos onde vamos ter sete equipas lusas, ou seja, trocando esta conversa por nomes, vão lá estar o Benfica, Sporting, OC Barcelos, FC Porto, Sporting Tomar, Oliveirense e Valongo. Um luxo”, finalizou ela.

“Sem dúvida! Agora chega a vez do ALÉU”.

“Jornada cinco da Segundona, onde a Norte tivemos uma partida onde duas equipas que só sabiam ganhar se encontraram em Espinho, mas foram os da Póvoa que festejaram, sendo que também na Feira houve motivo para regozijo, pois a Académica conseguiu a primeira vitória, oferecendo a lanterna vermelha ao Cambra, e já não há ninguém sem pontos. A Sul destaque para o primeiro ponto conseguido pela malta do Seixal, já não havendo equipas sem pontuar, sendo que nos lugares de cima os seis primeiros venceram, formando-se um pelotão na frente de onde podem sair os mais felizes, mas apenas cinco formações podem discutir esses lugares, pois a equipa B do Benfica está fora destas contas, mas pode ter um papel muito importante na definição da classificação”.

“Muito bem observado, não pode subir, mas vai de certeza influenciar dentro do rinque. Vamos às contas da Feminona com o OLHA”.

“Este campeonato é o mais previsível, face ao desequilíbrio entre algumas equipas e as outras. Na zona Norte o Gulpilhares continua imparável, enquanto que o velhinho Académico ainda não pontuou, na Centro o Feira ainda não perdeu, registando um empate em Oliveira de Azeméis, com o Arazede ainda à procura do primeiro ponto, já a Sul, Benfica, só com vitórias, e Turquel que só perdeu com as campeãs nacionais, dominam os acontecimentos, com o Odivelas ainda sem pontuar”.

“Só falta a Terceirona que ficou por minha conta. Para variar vou começar pela série D onde tivemos um insólito empate a zero entre o líder o a equipa B de Paço de Arcos”.

“Ui, se o AMAGADINHO sabe disso vai ficar muito irritado”, gozou o OLHA.

“Sem dúvida, mas o Stuart continua sem perder, mas o Marítimo dos Açores só tem vitórias, mas menos jogos realizados. Na série C o Alenquer B sofreu a primeira derrota no Funchal, que significou a primeira vitoria do Marítimo, mas continua na frente, mas Santa Cita e Tojal continuam sem derrotas. Subimos para a B onde o OH Sports também sofreu a primeira derrota – em Vila Boa do Bispo – permitindo ao Leiria e Marrazes assumir o comando, mas com mais um jogo, já na série A, a malta de Ponte de Lima empatou pela terceira vez, continua na frente sem derrotas, mas com mais dois jogos que o Lavra que também continua sem derrotas, mas só empatou uma vez, sendo que vai jogar esta noite. A conversa já vai longa, alguém tem mais algum contributo para hoje?”.

“Nada Tio, agora vamos preguiçar, pois amanhã não é feriado”, afirmaram os três, quase em simultâneo e com muita galhofa.

“Até sábado juventude”.

Fiquei com a impressão que eles já não ouviram a minha despedida.

Bem, altura de desligar o portátil e ir fazer a minha homenagem ao Dia de hoje.

Fomos até Torres Vedras para localizarmos a SACADA desta semana, um jogo com quinze golos, incerto até ao fim, com destaque para o guarda-redes da casa, Marcelo Araújo (8).

Numa semana em que tivemos um empate a zero, achei por bem premiar um jogador que conseguiu evitar outra esta seca de golos.

A jogo decorreu nos Carvalhos, com Miguel Monteiro (Paço de Rei) a marcar o único golo da partida e a ficar com O VELHO desta semana.

Outras Notícias
Ateus, Agnósticos e Bons Garfos
Ver Mais
A Sétima Arte dos Cotonetes
Ver Mais
Piquenique dos Idosos com Vento, mas sem Stress
Ver Mais
Quinhentos Anos e Cinco Oceanos
Ver Mais
Crianças Boas, Adultos Maus
Ver Mais
África, os Maus e Outro Golpe de Estado
Ver Mais