Bronze feminino


Depois de me ter baldado no domingo passado, dei comigo a pensar que foi uma decisão bem tomada.

Quando cheguei a Mirandela, depois do Aqui Portugal em Carrazedo de Montenegro, estávamos extenuados.

Não só a deslocação por estradas manhosas, como também a pressão de estar em direto na televisão.

Enquanto aguardava pela hora combinada para falar com eles, já estava preparado para a ironia deles sobre a minha prestação no concurso.

O monitor começou a dar sinal e segundos depois surgiram os três no retângulo mágico.

“Bom dia Tio”, gritaram eles em simultâneo.

“Bom dia juventude”.

“Temos tempo para falar do programa de domingo na RTP?”, perguntou a RODINHAS.

“Claro que sim, mas não muito”, ri-me eu, já preparado para o que aí vinha.

“Explica-nos lá como é que o Melhor Pé Esquerdo de Oriola não conseguiu marcar nenhum golo?”, perguntou o OLHA entre duas grandes gargalhadas.

“Acho que a baliza se mexeu”, brinquei eu. “Só esta manhã é que vi as imagens dessa prova. A tentativa era rematar com força para a bola bater na lona e puder resvalar para dentro. Além disso a bola era de esponja o que não facilitava”, conclui.

“Mas ficaste com um bocadinho de azia”, afirmou o ALÉU.

“Um bocadinho é favor. Fiquei danado, mas rapidamente passou. Devia era ter deixado a Princesa marcar todos. Aliás, no puzzle eu encontrei a cara do Bruno Fernandes, fui à procura do seguinte cubo e quando olhei já a Célia tinha aquilo quase pronto. Foi fabulosa!”.

“O pior foram os matraquilhos!”, exclamou a RODINHAS.

“Sem dúvida. Já sabíamos que era a nossa pior prova, pois tínhamos estado a treinar uns com outros e logo percebemos que dificilmente conseguíamos ganhar. No final ficámos no 2º lugar”.

“O primeiro dos últimos, como o Tio costuma dizer”, afirmou o ALÉU.

“Exatamente, isso mesmo. Mas foi uma enorme festa e arranjámos mais uns amigos, sendo que a Joana Teles e o Hélder Reis são uma simpatia”.

“Tio, antes de falarmos do nosso trabalho para hoje, deixa-me falar da nossa seleção feminina”, pediu a RODINHAS.

“Força nisso”.

“As nossas miúdas ontem bateram-se muito bem frente à Argentina, a seleção da casa, mas as alvicelestes foram superiores e ganharam bem. Agora resta-nos ganhar hoje à Itália para ficarmos em 3º lugar”.

“Já que estamos a falar do Mundial, deixem-me dizer que os homens de Portugal estão na final que se vai realizar amanhã à noite, precisamente com os argentinos”, terminou o OLHA.

“Muito bem. Então hoje eu vou espreitar o Portugal vs Itália, enquanto que vocês os dois ficam com a 2ª divisão e o outro com um da Terceirona”.

“Combinado. Até logo Tio”, despediram-se eles enquanto se escapavam pelo canto do monitor.

Olhei para o relógio, coloquei o portátil no descanso e fui tratar do almoço.

O destino do GPS deste domingo é o distrito de Lisboa, onde vamos conhecer a Associação de Educação Física e Desportiva de Torres Vedras, coletividade fundada em 1925.

O concelho ganhou 4,5% de habitantes na última década, registando no final do ano passado pouco mais de 83000 habitantes.

Saindo da capital, chega lá em menos de uma hora e pode almoçar ou jantar no Restaurante O Gordo. 

“Estão bem boas”, disse eu à Princesa, enquanto degustávamos as últimas castanhas que a União das Freguesias de São Bartolomeu do Outeiro e Oriola nos ofereceu ontem.

Na falta de água-pé, acabei de bebericar o resto de um bom tinto alentejano, comi a última e arrumei a mesa.

Como o jogo de Portugal era só às nove da noite, aproveitei para ler um pouco antes de ele começar, sendo que a reunião ficou agendada para depois deste jogo.

Depois de algumas interferências no início – a RTP só transmite os jogos da seleção masculina, vá-se lá saber porquê – lá tivemos imagens do Aldo Cantoni. Na primeira metade tivemos sempre por cima do jogo, com a guarda-redes transalpina a defender um penalty e um livre direto, mas em cima do intervalo conseguimos marcar. A Itália foi mais perigosa no início da segunda parte, mas conseguimos fazer o segundo de livre direto, outro logo de seguida e percebeu-se que a vitória já não nos fugia.

Estava o jogo quase a terminar, quando eles surgiam noutra janela.

“Boa noite Tio”.

“Boa noite juventude. Só uns segundos… agora sim, buzinão final. O terceiro lugar é nosso e foi uma vitória justíssima”.

“Nós estivemos a ver, ganhámos bem”, exclamou a RODINHAS.

“Boa! Olha podes começar tu”.

“Eu estive em Marrazes, onde a equipa da casa conseguiu a primeira vitória na prova”, começou a RODINHAS. “Foi uma partida dominada pelos locais, teve seis cartões azuis, cinco para os açorianos, mas que tiveram um Rogério Silva na baliza que evitou males maiores, defendendo cinco livres diretos”.

“Fartou-se de defender o rapaz. Continuamos na 2ª divisão com o OLHA”.

“Eu estive à beira do Atlântico, num jogo que, provavelmente, ainda vai regressar à Crónica de hoje. Golos com fartura, incerteza no marcador, os da casa foram os primeiros a marcar – e cedo – mas os jovens da equipa “B” do Benfica passaram para a frente e nunca mais largaram a vitória”.

“Se calhar regressa, vamos ver. Agora só falta o ALÉU”.

“Tio, eu hoje fui até à tua zona, neste caso em Beja e observei um jogo entretido. Segundo já te ouvi dizer, tivemos um jogo entre equipas de duas regiões do nosso país onde não te importavas de residir”.

“Estás bem informado”, afirmei eu com um grande sorriso. “Continua lá com isso”.

“A partida foi equilibrada, mas os açorianos estiveram sempre na frente e levaram os três pontos para São Miguel”.

“Tio, antes de terminarmos, deixa-me dar-te aqui uma informação. Na seleção do Brasil que está na 2ª divisão do Mundial, tem lá um Paulino. Não sabia que tinhas família por lá?”, brincou a RODINHAS.

“Da minha família, eu e o Ricardo somos os únicos sobreviventes. Mas fica a saber que o capitão do CP Beja também é Paulino, por isso há muitos, mesmo do lado de cá do Atlântico, sem serem meus primos”, conclui eu com uma bela gargalhada. 

“Foi mais um dia bem passado. Amanhã cá estaremos de novo”.

“Até amanhã Tio”.

“Ate amanhã juventude”.

Portátil encerrado, está na hora de ir descansar o esqueleto.

No FORA DO BANCO deste sábado temos um Tocha – a sua alcunha – 

que come tudo à mesa, além de gostar de espreitar o futuro.

Nome Completo: João Pedro Faustino da Graça 

Clube atual: GD Sesimbra 

Idade: 41 anos

Local de Nascimento: Vila Franca de Xira

Prato preferido: Não tenho. Gosto de praticamente tudo

Melhor cidade para viver: Lisboa

Livro que está na mesa de cabeceira: O Banquete

O filme que já viu mais do que uma vez: Regresso ao Futuro

Jogou hóquei em patins? Se sim, em que clube(es): Vilafranquense, Alverca, Vialonga, Tigres de Almeirim, Alenquer, Campo de Ourique, Sesimbra

Como/quando chegou a opção de ser treinador: A opção de ser treinador surgiu quando a jogar no Alverca, e como opinava muito como jogador, dava alguns conselhos ao treinador e trocávamos muitas ideias, o diretor na altura, o Luís Nascimento, convidou-me para ir treinar uma equipa de sub-13 e eu aceitei

Clubes/seleções que já treinou: Vilafranquense, Alverca, Vialonga, Tigres de Almeirim, Alenquer, Campo de Ourique, Sesimbra

Mais fácil treinar equipas da formação ou seniores: Seniores! Podemos “tratá-los mal” 🙂

Quanto tempo demora a preparar o próximo jogo da sua equipa: Uma semana (microciclo) 

Se pudesse, que regra alteraria no hóquei em patins: Talvez manter os jogadores sancionados do lado de fora da pista, sem a possibilidade de substituir por outro quando estão menos de 4 em campo

Maior tristeza como treinador: Ter descido de divisão pelo Campo de Ourique

E, claro, a maior alegria: Ter subido de divisão pelo Vilafranquense 

Para terminar, o que mais o irrita durante um jogo: perder o controlo do jogo e, consequentemente, a estratégia ir por água abaixo.

A SACADA de hoje ocorreu no velhinho Pavilhão Carlos Bernardino, casa do CACO onde tivemos dezasseis festejos.

O destaque vai para os guarda-redes madeirenses Joaquim Silva (7) e Tiago Brazão (5), este miúdo que conheci no Inter-Regiões’2017 na Mealhada.

Entrou no jogo em boa hora, fez um hat-trick e foi decisiva para trazermos o bronze para Portugal.

Para a Inês Severino vai O VELHO de hoje.

Outras Notícias
Parabéns aos noivos
Ver Mais
Teoria da conspiração
Ver Mais
Fado e Cante
Ver Mais
A partida do Bibota
Ver Mais
Cavalo de ferro
Ver Mais
A enésima vez em Monte Santos
Ver Mais