Benfica vence jogo 4 e adia a decisão para o Dragão Arena…


O Benfica venceu por 5-3 na receção ao Porto no jogo 4 referente ao Playoff do Campeonato Nacional da 1ª Divisão.

O jogo iniciou com algum ascendente do Porto que fez o 1-0 por intermédio de Gonçalo Alves à passagem dos 10 minutos e a verdadeira resposta do Benfica veio somente ao minuto 23 aquando da transformação de um livre direto por Carlos Nicolía a castigar a 10ª falta dos azuis. Após o golo, um envolvimento mais caloroso entre “Nalo” Garcia e Carlos Nicolía originou a amostragem de cartão azul a ambos os jogadores, decisão totalmente acertada, na minha opinião. Na sequência do azul e ao que me pareceu por palavras dirigidas árbitro, Miguel Guilherme corre na direção de Nicolía e presenteia-o com cartão vermellho… Nunca saberemos com total certeza porque foi exibido o cartão ao argentino mas notamos que Carlos Nicolía afasta o braço do árbitro com um gesto mais enérgico e talvez esta ação, em conjunto com palavras dirigidas a Miguel Guilherme, tenha sido o suficiente para a decisão drástica do juiz da partida. O certo é que o Benfica fica privado de um jogador muito importante do seu xadrez e ainda mais porque é o marcador “oficial” dos livres diretos dos encarnados.

Na 2ª Parte o Porto volta a marcar, de novo por Gonçalo Alves e a resposta do Benfica foi de novo na transformação do livre direto resultante da 15ª falta dos “dragões”, agora por intermédio de “Pablito” Álvarez. Dois minutos depois Gonçalo Pinto patina em direção à baliza do Porto com oposição de Gonçalo Alves e cai à entrada da área, com o árbitro a admoestar o “dragão” com cartão azul. Na sequência do lance, “Pablito” Álvarez não consegue ultrapassar o guarda-redes portista que, na tentativa de impedir o “águia” de se “sprintar” até à bola, faz algum bloqueio com as luvas que originam a queda de Álvarez e o consequente cartão azul a “Mali”. Tiago Rodrigues, que substituiu Malián, não conseguiu defender o remate do argentino na transformação do respetivo penalti e o Benfica passava para a frente do marcador pela primeira vez no encontro, e ainda com dois minutos de Power Play.

Durante estes 2 minutos o Benfica volta a marcar por Pablo Álvarez que, à boca da baliza, aproveita um belíssimo passe aéreo de Gonçalo Pinto e, em 3 situações de bola parada e um golo em power-play amealhava uma vantagem preciosa de 2 golos a 15 minutos do fim do encontro. Depois dos 2 golos sofridos por Tiago Rodrigues, entrou “Xavi” Malián que deu a outro “Xavi”, o Barroso, a motivação para marcar o 4-3 que aproximou à tangente a diferença no marcador eletrónico. Passados três minutos e um passe maravilhoso desmarca um supersónico Pol Manrubia que finaliza sem “espinhas”, colocando o resultado num 5-3 final.

Informa-se de todas as ocorrências do jogo seguindo a ligação abaixo:

Consulte toda a informação sobre o Playoff seguindo a ligação abaixo:

Outras Notícias
Resultado do Sorteio do Campeonato Nacional da 1ª Divisão
Ver Mais
Página das Transferências já disponível para os campeonatos portugueses masculinos
Ver Mais
As fotos do jogo 5 da Final do Playoff da 1ª Divisão...
Ver Mais
FC PORTO CAMPEÃO NACIONAL DA 1ª DIVISÃO
Ver Mais
DECISÃO FINAL
Ver Mais
Porto vence o terceiro jogo da final por 9-6 em grande jornada de promoção do Hóquei em Patins
Ver Mais