Quarenta e quatro


Sabendo da falta de tempo que vou ter nos próximos dias, além de ter que aturar a juventude que vai comigo, comecei logo no domingo passado a pensar como poderia garantir, pelo menos, uma Crónica antes do fim de semana.

Antes de partirmos para Bragança, resolvi fazer uma pequena reunião para definirmos o nosso trabalho.

“Boa noite Tio”, gritaram os três enquanto invadiam a sala.

“Boa noite. Tudo bem disposto?”.

“Estamos sim”, confirmou o OLHA.

“Alguém quer saber alguma coisa sobre a nossa deslocação de amanhã?”, perguntei eu.

“A que horas saímos daqui?”, quis saber a RODINHAS.

“Bem cedo, por volta das sete da manhã. Precisamos de lá chegar à hora de almoço, até porque o Mestre tem que montar todo o equipamento para a transmissão que começa no sábado”.

“Tio, pode explicar-nos como funciona esta prova?”, pediu o ALÉU.

“Claro que sim. Participam todas as Associações nacionais, a seleção dos Açores, que engloba várias, e este ano, em estreia, uma seleção de sub-17 feminina apadrinhada pela Federação de Patinagem de Portugal, reflexo de uma Observação, Identificação e Seleção de Talentos. As doze seleções ficam agrupadas, numa primeira fase, em quatro grupos de três. Os jogos desta primeira fase realizam-se todos no sábado. Sobre o resto falamos amanhã, pois agora é altura de irmos descansar”.

“Boa ideia, já estava a catrapiscar”, confessou o OLHA.

“Até amanhã. Durmam bem que a viagem é longa”.

Como cantavam os Xutos & Pontapés “De Bragança a Lisboa são 9 horas de distância”, mas felizmente que hoje chegamos à capital transmontana em metade do tempo e podemos começar por procurar O Geadas, um restaurante onde, curiosamente, estive num casamento no início dos anos noventa.

O GPS de hoje vai dar-nos a conhecer o Clube Académico de Bragança, coletividade fundada em 1968, que faz parte da organização deste Inter-Regiões, que joga no pavilhão onde se vai disputar a prova.

Fica situado na União das Freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo, que nos últimos dez anos aumentou a sua população em 3,1%, tendo nesta altura quase 22700 habitantes. 

O PALPITE DO TIO do último domingo foi um jogo do Nacional de sub-19, entre Paço de Arcos e Benfica.

Acertei nos golos do PA (2), mas fiquei longe (5) dos 8 que os jovens encarnados marcaram.

Já em relação aos marcadores, nem um na equipa da Linha, enquanto que as minhas apostas para o outro lado, Tiago Sanches e Bernardo Ramalho, marcaram sete golos da sua equipa – dois atletas que já estiveram no Inter-Regiões – que transformam o meu palpite em certeiro.

O próximo vai ser o Murches vs Vilafranquense, jogo em atraso da 14ª jornada da Zona Sul da 2ª divisão, onde vou palpitar um 7-4 para os da casa.

Relativamente aos marcadores, na rapaziada do concelho de Cascais vão acertar com a baliza Tomás Cardoso, Filipe Bernardino e Diogo David, enquanto que do lado dos ribatejanos marcam Henrique Pereira, João Oliveira e Bernardo Reis.

Depois de uma viagem tranquila, chegámos ao Municipal Arnaldo Pereira, local onde se vai realizar a competição, repetindo o local de 2018.

“Que belo pavilhão!”, exclamou o ALÉU

“E o quentinho que está aqui dentro, comparado com o frio lá de fora”, constatou a RODINHAS.

“Lá estás tu com o frio. Isso teve aqui há dias, que até nevou”, brinquei eu. “Gostaram da viagem?”.

“Sim, foi bem tranquila”, confirmou o OLHA. “Vais explicar-nos já como vai ser a segunda fase do Inter-Regiões?”.

“Pode ser, para depois irmos ajudar o Mestre a montar esta parafernália de material para a transmissão. Como vos expliquei ontem, temos quatro grupos de três seleções, que vão transformar-se em três grupos de quatro equipas, um com os primeiros de cada agrupamento, o outro com os segundos e o derradeiro com os terceiros classificados. Voltam a jogar todos com todos e os dois primeiros do primeiro grupo disputam a final na próxima 3ª feira, dia em que se definem as restantes posições classificativas”.

“Bolas Tio, até estou cansada”, confessou a RODINHAS.

“Vão ser quatro dias muito intensos, que também vão colocar à prova a minha voz. Trouxe uns rebuçados de mel de Santana, perto de Oriola, que me podem vir a ser úteis”.

“E qual vai ser o nosso trabalho?”, quis saber o OLHA.

“Vocês vão estar atentos a todos os 36 jogos, como estão de férias na próxima semana, vão pensando o que dizer para fazermos um balanço da competição no fim de semana da Páscoa”.

“Antes de irmos ajudar o Mestre a montar esta tralha toda, diz-nos lá onde é que se pode ver todos os jogos”, pediu o ALÉU.

“Tudo vai passar no site da Federação de Patinagem de Portugal, em https://tv.fpp.pt.”.

No FORA DO RINQUE de hoje temos uma atleta que esteve no 1º Inter-Regiões feminino – Luso’20 – e vai estar a representar a seleção de sub-17, que está pela primeira vez presente na prova masculina.

Nome Completo: Maria Inês de Oliveira Gomes

Clube atual: ACD Gulpilhares

Alcunha (se tiver): Gomes

Idade: 15 anos

Local de Nascimento: Porto

Clube estrangeiro futebol: ManchesterCity

Jogador português futebol: RúbenDias

Jogador estrangeiro futebol: PhilippeCoutinho

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: AfonsoMariadeJesus

Prato: Francesinha

Sobremesa: Viennetta

Bebida: Coca-Cola

Filme: Star Wars

Ator: JulioPeña

Atriz: Vanessa Hudgens

Série televisiva: Lupin

Livro: Harry Potter

Cidade portuguesa: Porto

Cidade estrangeira: Rio de Janeiro

Animais de estimação: Gato e cão

Jogo de computador/consola: GTA

Hobbies: Tentar aprender sobre desportos não tão populares aqui em Portugal

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: O Inter-Regiões feminino de 2020, não só pelo facto de ter sido a minha Associação a vencer no final, mas por todo o ambiente criado durante o torneio, foi uma honra ter jogado com tantas jogadoras e treinadores incríveis, que em poucos dias ensinaram-me tanto (sem contar com todos os treinos e etc), a vontade e a persistência que mantivemos até ao final foi muito inspirador para mim, espero voltar a viver essa sensação de orgulho nas próximas oportunidades.

Acredito que haja em Portugal quem goste tanto de hóquei como ele.

Já não acredito que haja muitos que tenham feito tanto pela modalidade como ele no nosso País.

Nos próximos quatro dias vai ter a responsabilidade e a competência de levar a todos a transmissão do Inter-Regiões.

Chama-se Pedro Jorge Cabral e fica com O VELHO de hoje.

Que esta 5ª feira se chama ARTUR.

Outras Notícias
Fado e Cante
Ver Mais
A partida do Bibota
Ver Mais
Cavalo de ferro
Ver Mais
A enésima vez em Monte Santos
Ver Mais
Tratem do Clima
Ver Mais
Bronze feminino
Ver Mais