Uma treta!


Cheguei mais cedo do que é habitual.

A sala estava vazia, liguei o portátil, fui ver o meu mail e estremeci!

“Tio, desculpa. Estamos cansados desta obrigação ao fim de semana e temos mais que fazer. Nós sabemos que tu consegues fazer o trabalho sozinho”.

Assinado pelos três, o texto terminava assim.

Fiquei perplexo.

Nunca tinha percebido que eles estivessem aborrecidos com esta nossa tarefa semanal, que nos rouba bastante tempo, mas que eu pensava que eles tinham gosto em fazer.

E agora?

Fazer o trabalho de quatro, fica muito complicado…

“Boa tarde Tio”, gritaram os três, quando entravam aos pulos na sala, depois de lá terem chegado pé ante pé.

“Fogo, que susto! Mas o que foi isto?”, perguntei eu, muito irritado. “Vocês enviaram-me um mail a dizer que não vinham mais e entram aqui assim!?”.

“Dia das Mentiras, Tio”, exclamou o OLHA.

“Mas isso foi ontem”, argumentei eu

“Pois foi”, confirmou o ALÉU, “mas nós só hoje é que estávamos contigo”.

“Além disso o mail que tu recebeste foi enviado ontem”, esclareceu a RODINHAS.

“Olha, pois foi. Fiquei tão aflito que nem olhei para esse pormenor.

“Mas temos um desafio para ti. Explica-nos lá porque é que o dia 1 de abril é o dia das tretas?”.

“Vamos lá ver se consigo explicar em poucas palavras. No século IX, em França, o ano novo era festejado a 25 de março, com a chegada da primavera. Essas festas, que incluíam a troca de presentes, terminavam a 1 de abril. Em 1564, com a adoção do calendário gregoriano, o Rei francês decidiu que o ano novo devia ser festejado a 1 de janeiro, mas alguns gauleses não aceitaram a mudança e continuaram com a tradição antiga. Os que adotaram o novo calendário brincavam com os outros e enviavam presentes estranhos e convites para festas que não existiam. E assim começou o Dia das Mentiras, que foi alastrando a outros países europeus”.

“Não fazia a mínima ideia”, referiu o ALÉU.

“Bela explicação Tio. Já sei, com a ajuda do Dr. Google”, brincou a RODINHAS.

“Claro, tem que ser. Vamos lá distribuir as nossas tarefas para hoje. Tu ficas com 2ª divisão, o ALÉU vai estar atento à 1ª divisão e estrangeiro, enquanto que o OLHA fica com o resto. Mais logo tenho mais um pedido para vos fazer”.

“Outra vez, Tio”, brincaram eles.

“Tem que ser!”.

Continuamos no Minho para o GPS de hoje.

Por lá vamos encontrar um jovem clube, nascido em 2015, a Associação Desportiva Juventude Vila Praia, que fica na terra que viu nascer Quim Barreiros e tem a sua sede no Pavilhão Municipal.

A freguesia de Vila Praia de Âncora, que pertence ao concelho de Caminha, perdeu nos últimos dez anos 4,1% da sua população, registando por agora um pouco mais de 4600 habitantes.

Cerca de uma hora depois de sair do Porto chega à beira do Atlântico e pode almoçar no Restaurante – Vitória Mar, talvez uma espetada, bacalhau ou lulas, o que lhe apetecer.

Vamos lá ao rescaldo do último PALPITE DO TIO, que foi a vitória do OC Barcelos (3-6) em Viana do Castelo, jogo que se realizou na última 4ª feira.

No resultado final não estive mal, acertei no vencedor e na percentagem de diferença do marcador, já nos autores dos golos, em cinco palpites, dois foram certeiros, Bekas e Luís Querido.

Para hoje vou concentrar-me na deslocação do Benfica à Marinha Grande – onde já fui muito feliz – palpitando uma vitória dos encarnados (2-6), com golos de Gonçalo Domingues e Paulo Passos, para os vidreiros, e de Pablo Álvarez, Eduard Lamas e Carlos Nicolía para o Benfica.

Ainda não tínhamos começado já a RODINHAS tinha uma reclamação.

“Tio, das duas uma. Ou os jogos começam mais cedo ou tens que te deitar mais tarde ao sábado”.

“Qual é o problema? Podem sempre falar amanhã do que se passou no sábado, fora de horas, digo eu, antes da ordem do dia”.

“Pois é verdade, tens toda a razão”, confirmou ela.

“Vamos lá começar. Arranca o ALÉU.

“Não tivemos surpresas na 1ª divisão. Os mais fortes venceram, com maior ou menor facilidade, sendo que no jogo que se previa grande equilíbrio, num duelo da Linha, este acabou empatado com os últimos cento e vinte segundos diabólicos e o empate para os forasteiros a chegar muito perto do fim, numa partida que teve três cartões vermelhos. Lá por fora, no que já terminou, os mais fortes, foram isso mesmo, mais fortes”.

“Entendido. Vamos ouvir o que nos diz a RODINHAS”.

“Começo pela Zona Norte onde a rapaziada joga cedo, contrariamente à minha reclamação de há pouco. Começo pelo fundo da tabela onde os três últimos estão definidos, enquanto que no topo já sabemos quem vão ser os dois primeiros, mas eles não se querem entender e já se percebeu que a luta vai até à jornada vinte e seis, por acaso a última. A Sul as coisas não estão muito diferentes, mas não há tantas certezas, até porque o calendário está cheio de atrasos e avanços, fruto da pandemia e das idas aos Açores, que fazem com que entre os 17 e os 21 jogos, seja a realidade das partidas efetuadas”.

“Coisas que a matemática tem dificuldade em resolver. Vamos lá ver o que nos trás o OLHA”.

“Andei por aqui a espreitar o Nacional dos mais jovens, procurando encontrar algumas surpresas. Nos sub-13 o FC Porto foi goleado em Oliveira de Azeméis, sendo que no Sul temos quatro equipas que só sabem ganhar. Quatro anos depois, ou seja, nos sub-17 a ADB Campo derrotou o FC Porto na sua casa, enquanto que o Turquel bateu o Sporting na Aldeia do Hóquei”.

“Ok, gostei. Antes de terminarmos, mais um pedido extraordinário. Amanhã vou à Amadora fazer um relato para a Rádio Voz de Alenquer. Como no domingo de manhã estou de viagem, podemos avançar já com a reunião matinal de domingo?”.

“Isto está a ficar duro”, riu-se o OLHA.

“E preparem-se, pois no próximo fim de semana temos o Inter-Regiões masculino em Bragança”.

“Nós podemos ir?”, quis saber a RODINHAS.

“Claro que sim, vão os três. Mas ainda não sei como vai ser o nosso trabalho, nem em que dias. Vamos lá agora ao nosso fora da caixa antecipado”.

No FORA DO RINQUE de hoje vamos até ao lugar que poucos querem, mas onde muitos brilham.

A ingrata moldura da baliza.

Nome Completo: Joana Botelho dos Santos

Clube atual: ACD Gulpilhares

Alcunha (se tiver): Não tenho

Idade: 20 anos

Local de Nascimento: Porto

Clube estrangeiro futebol: PSG

Jogador português futebol: Rui Patrício

Jogador estrangeiro futebol: Não tenho

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Ângelo Girão

Prato: Massa à bolonhesa

Sobremesa: Mousse de chocolate

Bebida: Coca-Cola

Filme: Não tenho

Ator: Não tenho

Atriz: Zendaya

Série televisiva: Big Bang Teory

Livro: O Jardim Secreto

Cidade portuguesa: Porto

Cidade estrangeira: Paris

Animais de estimação: Não tenho

Jogo de computador/consola: Não tenho

Hobbies: Ler, sair com amigos, ouvir música, fazer desporto…

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Basquetebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Quando ganhámos à Académica de Coimbra, na Taça de Portugal, por uma bola a zero.

A sua equipa perdeu esta tarde a liderança, mas o seu hat-trick, com o último golo a segundos do fim, minimizou os estragos.

Chama-se Hugo Barata, joga no Riba d’Ave e fica com O VELHO de hoje.

Outras Notícias
Timor para sempre
Ver Mais
Aveiro à segunda
Ver Mais
20 Milhões
Ver Mais
Mãe Trabalhadora
Ver Mais
Diga trinta e três
Ver Mais
48 vs 48
Ver Mais