Bons livros


Cheguei mais cedo do que o habitual, com vários livros dentro de um saco, coloquei-os em cima da mesa, de forma a que os títulos não fossem visíveis.

Pouco tempo depois chegaram eles.

“Bom dia Tio”.

“Bom dia juventude”.

“O que são esses livros virados ao contrário?”, perguntou o OLHA.

“São a minha ideia para falarmos hoje”.

“Tio, já estamos fartos dos Maias, dos Lusíadas, do Camilo Castelo Branco”, desabafou o ALÉU.

“Eu até gostei de um livro do Saramago”, segredou a RODINHAS.

“Só faltavas tu com essas ideias”, gritou o OLHA.

“Calma, vamos lá perceber o enquadramento da minha ideia. Hoje é o Dia do Livro Português, data que foi criada pela Sociedade Portuguesa de Autores com o intuito de destacar a importância do livro, do saber e da língua portuguesa em todo o mundo”.

“Tio, isso não é um bocadinho chato?”, questionou o ALÉU.

“Já vos explico a minha ideia, mas não querem saber porque foi este o dia escolhido para esta celebração?”.

“Queremos sim”, confirmaram os três.

“Foi neste dia de 1487 que se imprimiu o primeiro livro em Portugal, o Pentateuco, em hebraico, que saiu das oficinas do judeu Samuel Gacon, na Vila-a-Dentro, em Faro”.

“Boa Tio, achei interessante”, referiu a RODINHAS. “Mas para que são aqueles livros?”.

“Este é um desafio que tenho para vocês. Escolhi três livros excelentes para cada um de vocês ler, mas aviso já que apenas um deles é de um autor português. Vamos lá ver o que calha a cada um. Começamos pela RODINHAS”.

“Fico com este”, e pegou no que estava ao meio. “Olha a Crónica dos Bons Malandros, de Mário Zambujal, o nome deste nosso espaço”.

“Quase, quase, só que aqui só há um malandro. Vamos ao seguinte, que o ALÉU vai escolher”.

Ele olhou assustado para os dois, um bem mais pesado do que o outro.

“Vou escolher… este. Calhou-me Luís Sepúlveda, Um Velho que Lia Romances de Amor”.

“Escolheste o que tinha menos páginas, mas é uma história extraordinária. OLHA, não tens escolha, mas diz-nos lá o que vais ler”.

“Cem Anos de Solidão, de Gabriel García Márquez, acho que já ouvi falar dele”.

“Foi Prémio Nobel da Literatura em 1982. Arranjem um bocadinho para os lerem e depois digam-me alguma coisa. Vamos lá distribuir as nossas tarefas para hoje. A RODINHAS fica com a 1ª e 2ª divisões, o ALÉU com as provas europeias e estrangeiro, sendo que os campeonatos dos jovens ficam para o OLHA. Estão de acordo?”.

“Claro que sim”, gritaram os três enquanto já corriam porta fora.

Hoje rumámos ao Minho no GPS para pararmos na Princesa do Lima, onde vamos conhecer a Escola Desportiva de Viana, clube formado em maio de 1976.

Jogam no Pavilhão Municipal José Natário em Viana do Castelo, município que nos últimos dez anos perdeu 3,3% da sua população, registando no final de 2021 perto de 86000 habitantes.

Se partir do Porto chega lá numa hora e pouco, com vontade de se sentar à mesa e almoçar ou jantar, dependendo da hora a que o jogo ocorreu ou vai ocorrer.

Oferta é o que não falta, mas pode escolher a Taberna do Valentim, que segundo consta tem um arroz de peixe divinal.

Esta semana nasce um novo espaço nas Crónicas.

Vai chamar-se PALPITE DO TIO, uma aposta minha para um jogo do dia ou semana seguinte, em que vou avançar com um resultado e potenciais marcadores dos golos, no máximo de três por equipa.

O jogo escolhido para amanhã é o Sporting – Paço de Arcos, partida que começa às três da tarde.

Avanço com a vitória dos leões por 8-4, com golos de Matías Platero, João Souto e Ferran Font, enquanto que do lado da Casablanca marcam Gonçalo Nunes, Pedro Vaz e Diogo Alves.

Amanhã cá estarei para o juízo final.

Deixar os patins, que não sei utilizar, para me dedicar às duas rodas, que não gosto de usar, deixa-me sempre em inquieto.

Estava neste pensamento quando eles chegaram em grande velocidade.

“Boa noite Tio”, exclamaram o três.

“Sabes que já começamos a ler os livros que nos deste?”, perguntou em termos informativos o OLHA.

“A sério!? Que bom, mas não se esqueçam que os da escola estão em primeiro lugar. Esses, que não fazem parte do vosso programa escolar, são para lerem nos tempos livres”.

“Bem, o meu já vai quase a meio”, confessou o ALÉU.

“Pois acredito, a história é entusiasmante. Vamos lá ao hóquei e começamos por ti”.

“Na Europa as nossas cores estiveram em grande, talvez porque esta semana ficou a saber-se que a final a quatro da Liga Europeia se vai realizar em Torres Novas, no meio do mês de maio. O Valongo já está apurado, sendo que aos nabantinos só falta um ponto para conquistar em França. Já na Taça WSE a vida ficou muito complicada para os de Viana, que começaram bem, mas terminaram longe das meias-finais. No resto ganharam os do costume, como mais uma goleada do Barça com três golos portugueses”.

“Muito bem, agora avança a RODINHAS.

“Na 1ª divisão, até esta hora tivemos uma goleada a zero em Oliveira de Azeméis, enquanto que no segundo escalão temos dois níveis de interrogação. A meia dúzia de jogos do final da prova, mais coisa, menos coisa, a Norte parece quase certo que Riba d’Ave e Famalicense podem regressar ao escalão principal, resta saber quem o fará diretamente, sabendo que ainda se vão encontrar em Famalicão, numa altura em que apenas um pontinho os separa. Já a Sul as incertezas são maiores, até porque os jogos em atraso baralham as previsões. O Alenquer hoje deu uma patinada em frente – num jogo que teve 16 golos – enquanto que o Oeiras voltou a escorregar em casa, deixando o Murches a sorrir, com a turma de Caleta mais perto do objetivo”.

“Boa análise. E tu OLHA, o que tens para nos contar?”.

“Muita coisa, pois estes jovens estão cheios de entusiasmo. Os campeonatos ainda estão no início, mas olhando para os jogos de hoje, o que salta à vista? Que só tivemos um jogo sub-15 onde venceu o da casa, um dos sub-19 que venceu o forasteiro, enquanto que nos outros dois escalões destaco duas vitórias a zero de Sporting e FC Porto, até esta hora e empates… nada!”.

“Muito bem juventude. Hoje tenho que vos pedir um grande favor. Amanhã vou estar ocupado até ao final da tarde, pelo que vamos antecipar a nossa reunião matinal de domingo”.

“O Tio está a apertar muito connosco. Livros para ler, duas reuniões no mesmo dia, vai lá vai”, riu-se a RODINHAS.

“Tem que ser e obrigado pela vossa disponibilidade”, agradeci eu.

Esteve no último Inter-Regiões antes da pandemia, gosta da saga do Harry Potter como eu e está no FORA DO RINQUE deste sábado.

Nome Completo: Maria Inês de Oliveira Gomes

Clube atual: ACD Gulpilhares

Alcunha (se tiver): Gomes

Idade: 15 anos

Local de Nascimento: Porto

Clube estrangeiro futebol: ManchesterCity

Jogador português futebol: RúbenDias

Jogador estrangeiro futebol: PhilippeCoutinho

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: AfonsoMariadeJesus

Prato: Francesinha

Sobremesa: Viennetta

Bebida: Coca-Cola

Filme: Star Wars

Ator: JulioPeña

Atriz: Vanessa Hudgens

Série televisiva: Lupin

Livro: Harry Potter

Cidade portuguesa: Porto

Cidade estrangeira: Rio de Janeiro

Animais de estimação: Gato e cão

Jogo de computador/consola: GTA

Hobbies: Tentar aprender sobre desportos não tão populares aqui em Portugal

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: O Inter-Regiões feminino de 2020, não só pelo facto de ter sido a minha Associação a vencer no final, mas por todo o ambiente criado durante o torneio, foi uma honra ter jogado com tantas jogadoras e treinadores incríveis, que em poucos dias ensinaram-me tanto (sem contar com todos os treinos e etc), a vontade e a persistência que mantivemos até ao final foi muito inspirador para mim, espero voltar a viver essa sensação de orgulho nas próximas oportunidades.

O meu prémio desta semana nasceu no meio da semana.

Num jogo do campeonato italiano, na casa do líder Trissino, o guarda-redes argentino do Lodi marcou um golo, com a pretinha a viajar de costa a costa.

Se não acreditam, procurem no Dr. Google.

Valentín Grimalt, este internacional do país das Pampas – que hoje jogou em Tomar – fica com O VELHO deste sábado.

Outras Notícias
Aveiro à segunda
Ver Mais
20 Milhões
Ver Mais
Mãe Trabalhadora
Ver Mais
Diga trinta e três
Ver Mais
48 vs 48
Ver Mais
Cervantes vs Shakespeare
Ver Mais