Angústia jovem


Assim que entrei na sala percebi que o ambiente estava tenso.

Contrariamente ao que é habitual, os três estavam em silêncio.

“Bom dia juventude”, saudei eu.

Saiu uma resposta sem entusiasmo.

“Então o que se passa com vocês hoje?”.

“Estamos muito preocupados”, esclareceu o OLHA.

“Queremos partilhar contigo as nossas angústias”, pediu o ALÉU.

“Estou a ficar preocupado. Algum de vocês fez algum disparate?”.

“Não Tio, não é nada disso”, explicou a RODINHAS. “Tem a ver com aquele caso do jovem que queria matar os colegas da Faculdade”.

“Ah isso, claro que ouvi. Aparentemente podia ter sido uma tragédia”.

“O que leva um miúdo, pouco mais velho que nós, a fazer uma coisa destas?”, questionou o OLHA.

“Segundo se vai sabendo ele sofria de Síndrome de Asperger, doença que afeta a forma como as pessoas percebem o Mundo e interagem com outras pessoas. Quanto mais cedo se diagnosticar estas situações, que não têm cura, melhor para que tenham um constante acompanhamento psicológico. A pessoa não tem a perceção do seu problema, pelo que a família é fundamental para detetar precocemente este problema. Infelizmente muitos Pais ficam inibidos de levarem o seu filho a um psicólogo, retardando um diagnóstico atempado”.

“Eu tinha um colega na minha turma, meio estranho, e mais tarde viemos a perceber que ele era autista”, explicou o OLHA. “Começou a ser acompanhado e ficou bem mais afável com todos nós”.

“Felizmente que nada de grave aconteceu. Vamos lá ao trabalho para hoje. Querem ser vocês a escolher o que fazer?”.

“Pode ser Tio, nós dividimos as tarefas”, confirmou a RODINHAS.

“Certo, até logo. E animem-se. Cada problema é um desafio que temos pela frente”.

Vamos lá ao GPS deste sábado, no dia em que faço 62 anos e 2 meses.

No concelho de Matosinhos fica o Centro de Recreio Popular da Freguesia de Lavra, clube fundado em 1955, um bocadinho mais velho do que eu.

Está situado na União de Freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo, que nos últimos dez anos cresceu em termos populacionais 0,8%, registando atualmente 29600 habitantes.

Estando por lá, pode ir até à Travessa da Avenida e desfrutar de uma boa refeição na Tasquinha das Marés.

À noite eles regressaram bem mais animados.

“Aquela conversa da manhã foi muito boa, obrigado Tio”, agradeceu o ALÉU.

“Sem dúvida. Vamos lá ao trabalho de hoje. Eu fiquei com a 1ª divisão”, explicou o OLHA. “Tivemos jogo grande no João Rocha, sendo que como diz o Povo, candeia que vai à frente alumia duas vezes, com o líder a vencer, mas não nos podemos esquecer que temos um play-off para decidir o campeão. Ir à frente é bom, mas nada está resolvido, a não ser a garantia de apuramento em boa posição. Outras duas equipas que também vão discutir o título jogaram na Luz, um jogo com muita gente mal-educada e uma vitória dos da casa”.

“A 2ª divisão esteve por minha conta, sendo que a Norte dois jogos, incluindo o do líder, começaram a más horas, como diz o Tio. Tivemos um duelo interessante em Vila Nova de Famalicão, que até é uma cidade, com os da casa a manterem a pressão sobre os seus vizinhos, de prova e de classificação. A Sul, o Oeiras passou para a frente, mas, para já, ficam à espera dos picarotos que jogam mais tarde em Murches, outra equipa que também está na luta, mas o jogo é com a equipa B do Benfica”, terminou a RODINHAS.

“Eu estive com muita atenção às competições europeias, onde o Valongo venceu sem sofrer golos e vai na frente, os nabantinos empataram em Trissino, equipa que lidera o campeonato italiano só com vitórias e reentrou na corrida pelo apuramento, enquanto que a Juventude Viana venceu o Valdagno, mas por números curtos para chegar ao 1º lugar”, terminou o ALÉU.

“Bom trabalho, para a semana há mais”.

Como não é habitual, deixaram a sala com uma grande tranquilidade.

No FORA DO RINQUE de hoje temos uma jovem marafada, que nasceu por acaso na capital e não gosta de futebol.

Nome Completo: Lorena Santos Machado

Clube atual: Amigos da Freguesia de Arazede

Alcunha (se tiver): Não tem

Idade: 20 anos

Local de Nascimento: Lisboa

Clube estrangeiro futebol: Não aprecio

Jogador português futebol: Não aprecio

Jogador estrangeiro futebol: Não aprecio

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Patrícia Mamona

Prato: Qualquer tipo de massa

Sobremesa: Arroz doce

Bebida: Sumos naturais

Filme: Género comédia

Ator: Jim Carrey

Atriz: Jennifer Aniston/Scarlett Johansson

Série televisiva: Grey’s Anatomy

Livro: Não tenho

Cidade portuguesa: Lagoa

Cidade estrangeira: Cuba

Animais de estimação: Cão

Jogo de computador/consola: Não tenho

Hobbies: Edição, correr

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Equitação

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Torneio de seleções regionais femininas em Oliveira de Azeméis.

Jogar fora de casa nas competições é sempre complicado.

Jogar na casa do líder do campeonato italiano, Trissino, que tem nessa prova 15 jogos e outras tantas vitórias, aumenta exponencialmente o nível de dificuldade.

Depois disso, ter estado sempre em desvantagem, conseguido trazer de lá um empate, foi um grande resultado do Sporting de Tomar.

O VELHO de hoje vai para Nuno Lopes, treinador dos nabantinos.

Outras Notícias
Timor para sempre
Ver Mais
Aveiro à segunda
Ver Mais
20 Milhões
Ver Mais
Mãe Trabalhadora
Ver Mais
Diga trinta e três
Ver Mais
48 vs 48
Ver Mais