Igualdade de género


O burburinho era audível a muitos metros da sala, estuguei o passo e cheguei lá trinta segundos depois.

“Bom dia estimados colaboradores”, atirei eu à chegada.

“Bom dia. Então agora somos colaboradores?”, perguntou o OLHA.

“Vinha a pensar nisso pelo caminho. Hoje em dia por causa da igualdade de género, não é fácil encontrar uma simples forma de cumprimento que vos abranja aos três, dois rapazes e uma rapariga”.

“Tio, cá por mim pode tratar-nos por rapaziada que não me aborrece nada”, confirmou a RODINHAS.

“O Tio tem razão, qualquer coisa pode ser mal interpretada. Mas eu penso que o problema é de quem ouve e não de quem profere”, explicou o ALÉU.

“Acho que tens toda a razão. Por isso é que olhamos da mesma forma para o hóquei feminino e masculino. Qual é o assunto fora da caixa do hóquei para falarmos hoje”, lancei eu o desafio.

“A minha proposta é falarmos do resultado das eleições”, propôs o OLHA.

“Concordo, mas como não temos muito tempo, uma, duas frases para cada um”, afirmei eu.

“Só uma frase? Bem, venceu o senhor com o cabelo mais branco”, disse a RODINHAS, meio envergonhada.

“Eu acho que a malta está farta de eleições e quis uma vitória para quatro anos”, afirmou o ALÉU.

“Já que falámos hoje em igualdade de género, os eleitores foram cruéis. Penalizaram as senhoras e votaram num que não sabe o que é isso”, concluiu o OLHA.

“Muito bem. Para hoje um fica com as competições europeias, outro com os campeonatos portugueses e o restante com o que sobrar. Escolham vocês”.

Enquanto eles corriam para fora da sala, fiquei a pensar que os miúdos estão a ficar crescidos.

Nascido em 1929 como conjunto musical, o Grupo Desportivo e Coral de Fânzeres está hoje no GPS.

Saindo do Porto chega à vila de Fânzeres em 30 minutos, localidade que pertence à União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova que nos últimos dez anos perdeu 4,6% da sua população, tendo nesta altura perto dos 38000 habitantes.

Antes ou depois de um bom jogo de hóquei, nada como uma boa refeição.

Fica a minha sugestão para a Taberna O Labrador onde se pode degustar excelente comida típica portuguesa, segundo o Dr. Google.

Cheguei mais cedo, antes deles, tendo tempo para lançar uma pergunta a mim próprio.

Como ficará o hóquei em patins quando voltarmos ao normal?

Quantos miúdos terão arrumado os patins definitivamente?

“Boa noite Tio”, surpreenderam-me eles, enquanto estava embrulhado nestas minhas dúvidas.

“Olá juventude”, pareceu-me bem esta entrada depois da conversa da manhã de hoje. “Então quem começa?”.

“Eu estive atenta às competições europeias, que não correram nada bem às equipas portuguesas. Do lado feminino duas derrotas na estreia da prova, do lado masculino só os minhotos ficaram mais alegres”, terminou a RODINHAS.

“Comecei por olhar para a Taça de Portugal, onde o Valongo teve uma dúzia de razões para seguir em frente, na 1ª divisão os candidatos venceram ambos por nove golos contra equipas da Linha, já na 2ª divisão o Riba d’Ave continua muito forte a norte, enquanto que no sul, Candelária e Murches estão encostadinhos, mas o Oeiras tem bué de jogos em atraso”, explicou o ALEU.

“Bem, eu fiquei com o resto, mas não consegui ver grande coisa por cauda da informática e da net. Percebi que o Barcelona andou perto de perder os primeiros pontos, valendo os quatro golos de Pau Bargalló, em Itália o Trissino até irrita, assim como o Saint-Omer em França. Acho que estas três equipas deviam jogar sozinhas”, rematou o OLHA.

“Certo, por hoje está encerrado, amanhã há mais”.

No FORA DO RINQUE de hoje temos uma Daniela que gosta mais de ser Filipa, muito experiente na modalidade e alinha numa boa cabidela como eu.

Nome Completo: Daniela Filipa Sousa Ferreira

Clube atual: Académico Futebol Clube

Alcunha (se tiver): Não tenho

Idade: 32 anos

Local de Nascimento: Porto

Clube estrangeiro futebol: Manchester United

Jogador português futebol: Cristiano Ronaldo

Jogador estrangeiro futebol: Messi

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Ana Catarina (hóquei)

Prato: Arroz de cabidela

Sobremesa: Petit gâteau com sorvete de tangerina

Bebida: Gin

Filme: A Vida é Bela

Ator: Mel Gibson

Atriz: Keira Knikhtley

Série televisiva: Anatomia de Grey

Livro: A Bruxa de Portobello

Cidade portuguesa: Mirandela

Cidade estrangeira: Londres

Animais de estimação: Cão

Jogo de computador/consola: God of War

Hobbies: Prática de outros desportos e viagens

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Tenho muitos momentos únicos que nunca irei esquecer, mas ainda assim o que eu vou eleger como algo que nunca irei esquecer, são efetivamente as pessoas e as aprendizagens que esta modalidade me deu para a vida e enquanto pessoa. Deixo um momento engraçado, que não irei esquecer, que foi na final da Taça de Portugal 2021, em que a minha equipa ia tirar uma foto com a taça antes do jogo e já estavam todas a minha espera. Quando me estava a aproximar, tropecei num fio de uma câmara e esbardalhei-me nesse mesmo momento. Podem imaginar que a foto foi um sucesso 😅.

Todos nós sabemos que há jogos desequilibrados, mas esse pormenor não deve ser suficiente para tirar o mérito a quem marca sete golos num só jogo.

Aconteceu ontem a André Coimbra (APAC Tojal) que leva O VELHO de hoje para casa.

Outras Notícias
Aveiro à segunda
Ver Mais
20 Milhões
Ver Mais
Mãe Trabalhadora
Ver Mais
Diga trinta e três
Ver Mais
48 vs 48
Ver Mais
Cervantes vs Shakespeare
Ver Mais