Liberdade de expressão


Tenho estado a pensar que os miúdos estão a crescer, vão ficando mais responsáveis, já leem o jornal, talvez não fosse má ideia, quando arrancamos com a nossa jornada de trabalho, dar-lhes aqui um bocadinho de abertura antes da ordem do dia.

“Bom dia Tio”, exclamaram os três em coro.

“Bom dia juventude, vocês hoje estão bem afinados. Tenho aqui uma ideia para vos apresentar. O que acham de falarmos de outros assuntos, sem ser de hóquei em patins, no arranque do dia?”.

“Parece-me excelente. Assim pudemos conversar sobre outros temas sem ralhares connosco”, brincou O OLHA, que é o mais velho e acha que é uma espécie de porta-voz da maralha.

“Então quem quer lançar um tema ou colocar alguma dúvida?”.

“Tio, as eleições não eram para a semana? Há pouco estava a ver na televisão um senhor a votar…”, perguntou A RODINHAS.

“As eleições são a 30 de janeiro, mas as pessoas que se inscreveram atempadamente puderam votar hoje, o chamado voto antecipado”.

“Mas qual é a vantagem?”, perguntou O ALÉU.

“Imagina que no próximo domingo não estás na tua área de residência, estudantes que estão longe do local onde estão recenseados ou pessoas que por motivos de trabalho não estão cá. Votar é fundamental, é a única forma que temos de manifestar a nossa vontade. Mais alguma coisa?”.

“Esta manhã já me fartei de rir com uma notícia que li no jornal A BOLA”, explicou O OLHA. “O jogo entre o Marítimo e o FC Porto no pavilhão Sidónio Serpa foi em Vila Franca do Campo”.

“A sério?”, perguntei eu.

“É verdade. Para não escreverem asneiras era melhor consultarem a informação aqui ao lado”, afirmou A RODINHAS.

“Tens toda a razão”.

“Deixem-me só dar aqui uma atualização sobre jogos de ontem”, referiu O ALÉU. “Nos outros dois jogos da Taça, quando o Tio já estava a dormir, os grandes seguiram em frente, mas o principal destaque vai para um resultado que nos tinha escapado ontem. Em Itália o Montebello e o Forte empataram a zero. Das duas uma, ou grandes guarda-redes ou muito azelhice na hora de acertar na baliza”.

“Um resultado muito invulgar, sem dúvida. Bem, hoje há tão poucos jogos que nem vale a pena distribuir trabalho. Combinem vocês”.

“Eu é que vou fazer isso”, ralhava O OLHA com os outros dois.

No GPS deste domingo vamos até um dos bairros mais conhecidos de Lisboa.

Em ano de festejar o seu centenário – nasceu a 22 de dezembro de 1922 – entramos no Clube Atlético de Campo de Ourique, conhecido por todos como o CACO.

Um aparte nesta visita de hoje, para contar a minha experiência quando me desloquei pela primeira vez ao pavilhão do clube, numa missão de paitrocínio.

Depois de deixar os miúdos à porta, demorei mais de uma hora para estacionar a viatura, gritei raios e coriscos, mas umas semanas depois até já sabia a que horas havia um lugar lá por perto.

A freguesia teve um ligeiro acrescento populacional (0,1%) nos últimos 10 anos, registando pouco mais de 22000 habitantes.

Está na hora de comer qualquer coisa, sendo que nos meses que passei por lá acho que nunca lá jantei.

Sugiro a Imperial de Campo de Ourique, conhecido como a Tasca do João, que segundo consta tem uma francesinha espetacular.

“Rapaziada, falámos muito de manhã, que agora já não temos muito espaço. Mas acho que até foi bom, pois tivemos poucos jogos este domingo. O que é que combinaram?”.

“Tio, fizemos um sorteio e cada um ficou com um jogo”, explicou O OLHA. “Eu fiquei com o Palafrugell – Reus, os forasteiros venceram e destaco Raul Marín e Sergi Aragonès, que marcaram cinco dos oito golos da sua equipa, eles que representaram em Portugal, Sporting e Benfica, respetivamente”.

“A mim calhou-me o Oliveira do Hospital – Os Corujas, uma partida que teve mais azuis dos que golos, o que não é grande coisa, mas atendendo a que os outros em Itália empataram a zero, nem foi mau de todo”, concluiu O ALÉU.

“Por coincidência…”, riu-se A RODINHAS, “… fiquei com o jogo feminino entre CACO e Gulpilhares. No arranque da fase decisiva da prova, as meninas de Filipe Faria começaram melhor, resposta eficiente das miúdas de Sequeira, vantagem dilatada até aos quatro golos, mas a reação final das visitantes aproximou muito o resultado”.

“Muito bem, trabalho fechado e para a semana há mais”, terminei eu.

Nasceu na Invicta, fez um hat-trick a semana passada e está no FORA DO RINQUE de hoje.

Nome Completo: Diogo Augusto Rodrigues de Figueiredo

Clube atual: Associação Cultural e Recreativa de Pessegueiro do Vouga

Alcunha (se tiver): Não tem

Idade: 24 anos

Local de Nascimento: Porto

Clube estrangeiro futebol: Manchester United

Jogador português futebol: Bernardo Silva

Jogador estrangeiro futebol: Edinson Cavani

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Gonçalo Alves

Prato: Arroz de Pato

Sobremesa: Natas do Céu

Bebida: Café

Filme: Don’t Look Up

Ator: Ryan Reynolds

Atriz: Jennifer Lawrence

Série televisiva: After Life

Livro: Sapiens – Yuval Harari

Cidade portuguesa: Aveiro

Cidade estrangeira: Amesterdão

Animais de estimação: Cão

Jogo de computador/consola: FIFA

Hobbies: Ler, ver séries

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Basquetebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: ACPRV vs AA Espinho (4-3), Taça de Portugal 2021/22.

A sua alcunha diz bem do seu poder de fogo.

A Bombardeira foi decisiva na vitória do CACO esta tarde, sendo que do alto dos seus 32 anos e da sua inquestionável experiência e qualidade, Rita Dias recebe O VELHO de hoje.

Outras Notícias
Aveiro à segunda
Ver Mais
20 Milhões
Ver Mais
Mãe Trabalhadora
Ver Mais
Diga trinta e três
Ver Mais
48 vs 48
Ver Mais
Cervantes vs Shakespeare
Ver Mais